16 março 2006

Sentir o chão a fugir-lhes debaixo dos pés


Sentir o chão a fugir-lhes debaixo dos pés, literalmente, foi o que quase aconteceu, no Triângulo Afar, a um grupo de cientistas da Universidade de Addis Abeba, em 26 de Setembro de 2005. Mal eles desceram de um helicóptero, a terra começou a tremer e a abrir-se em direcção a eles, como se fosse um gigantesco fecho éclair. Felizmente, o fenómeno parou antes de os atingir.

O chamado Triângulo Afar é uma região geologicamente muito activa, que engloba Djibuti e regiões vizinhas pertencentes à Eritreia e à Etiópia, a qual se prolonga para sul, pelo vale do Rift, ao longo de 6 mil quilómetros, até Moçambique. É uma região em que três placas tectónicas se encontram (duas partes da placa africana e a placa arábica), as quais estão a afastar-se umas das outras à velocidade de um centímetro por ano. Este facto leva ao afundamento da região, a qual deverá tornar-se um novo mar num futuro que será breve em termos geológicos, quando a água do Mar Vermelho e do Golfo de Aden acabar por inundá-la.

Vastas parcelas da região já estão a mais de 100 metros abaixo do nível do mar. Dentro de cerca de 30 milhões de anos, o Triângulo Afar e o Rift serão um mar tão vasto como o Mar Vermelho, onde se afundarão, também, os célebres montes Kilimanjaro e Nyiragongo.

Tremores de terra constantes, fracturas do solo que se têm multiplicado nos últimos anos e que atingem 500 metros de profundidade em alguns pontos, erupções vulcânicas a debitarem lava basáltica, emanações de fumos tóxicos escaldantes, ruído de magma a borbulhar, cheiro a enxofre e outros fenómenos repetem hoje aquilo que deu origem ao Mar Vermelho há 30 milhões de anos. Nessa ocasião, a Arábia ficou separada da África. No futuro, será o Corno de África que ficará separado do resto do continente.

Além de dar conta deste fenómeno em inglês, a revista alemã Der Spiegel tem no seu sítio fotografias bem ilustrativas do que se está a passar no Triângulo Afar. Elas podem ser acedidas a partir da página "Africa's New Ocean, A Continent Splits Apart".

Comentários: 1

Blogger sensia escreveu...

Muito interessante este assunto. Alguém comentou sobre ele um destes dias, no tom superficial que a ocasião proporcionava.
Foi com agradável surpresa que o vi agora aqui.

19 março, 2006 11:57  

Enviar um comentário