31 julho 2006

Robert Schumann

Completou-se no passado dia 29 de Julho o 150º aniversário da morte do compositor alemão Robert Schumann, que foi um expoente do Romantismo, essa corrente estética que atravessou praticamente todo o séc. XIX e chegou mesmo a entrar pelo séc. XX dentro.

Alguns pormenores da vida e da obra deste grande compositor podem ser encontrados nesta página da Wikipedia. A página refere que Schumann morreu em Junho de 1856, mas trata-se de um erro; foi em Julho e não em Junho que ele morreu. Da enorme paixão que o compositor teve por Clara de Wieck (que depois do casamento com ele se viria a chamar Clara Schumann), quase não fala a página, mas foi essa atribulada paixão que o levou a criar algumas das suas mais belas composições.

De entre os muitos MP3 com música de Schumann que encontrei na Web, seleccionei os seguintes:

Estudo IX, dos Estudos Sinfónicos op. 13, por Michiko Tsuda

Estudo X, dos Estudos Sinfónicos op. 13, por Michiko Tsuda

Estudo XI, dos Estudos Sinfónicos op. 13, por Michiko Tsuda


Canção "Der Nußbaum" (A Nogueira), por Elisabeth Parcells (canto) e Eric French (piano)

26 julho 2006

Um bom filme publicitário


Quando um filme publicitário é bem feito, merece ser visto e ouvido. É o caso deste filme, que recomendo.

22 julho 2006

Que sabemos nós do Vietname?

Crianças do Vietname (Foto: tsalviski)

Que sabemos nós do Vietname, a não ser as cenas de guerra vistas em filmes americanos, como o fantasioso "Apocalypse Now" ou o realista "Platoon"? Nada, não é verdade?

E no entanto, como muitos outros países do Oriente, o Vietname ficou para sempre marcado pela presença portuguesa durante os séc. XVI e XVII, quando mercadores portugueses negociavam nos seus portos e cidades, ao mesmo tempo que missionários portugueses (e também espanhóis) percorriam o seu território de norte a sul. Não parece que os padres tenham conseguido converter muitos vietnamitas à fé cristã, mas converteram-nos, a todos, ao uso do alfabeto latino.

Até então, a língua vietnamita era escrita em caracteres chineses. Os missionários desenvolveram uma ortografia latina para a língua, certamente porque sentiam dificuldades em usar a ortografia chinesa. Em consequência, os próprios vietnamitas passaram a utilizar também a ortografia latina em vez da chinesa, como se pode ver, por exemplo, no sítio da rádio Voz do Vietname.

A característica da ortografia vietnamita que mais me salta à vista é a quantidade e variedade de sinais diacríticos que possui. Entre estes, estão acentos bem nossos conhecidos, como o acento circunflexo e o til. Li uma vez não sei onde que o português e o vietnamita são as duas únicas línguas do mundo em que o til é usado para nasalar vogais.

Podem ser vistas imagens do Vietname, dotadas de uma enorme beleza, nesta página da Web que se chama Bonjour Viet Nam.

21 julho 2006

O acessório que faltava


Não são precisas palavras. A imagem deste acessório para o iPod, com quatro altifalantes incorporados, fala por si.

Este e outros acessórios podem ser vistos neste sítio.

14 julho 2006

Entre-Ambos-os-Rios, Parque Nacional da Peneda-Gerês



O Rio Lima junto a Entre-Ambos-os-Rios, entre o Lindoso e Ponte da Barca.

13 julho 2006

Três poemas de David Mestre

David Mestre (1948-1998), poeta angolano


DEDICATÓRIA

Teus dedos
vadios
colhendo flores
na renda
dos meus

recordarei de
pois quando
noutros dedos
tocava
os teus


Tema e variações para guitarra clássica, de Fernando Sor



PARA ELISA

Embora
os passos partidos
no fundo
acaricio-te ainda
como se

inchados de beijar
o teu nome
os lábios em verso
pudessem
ainda acariciar-te


Für Elise, de Ludwig van Beethoven



BLUES

Tua voz desliza como um pássaro aberto na lâmina do dia
ilha que se levanta e voa a partir do Sol
lamento gritado da floresta por sua gazela perdida
choro grande do vento nas montanhas
ao nascimento de um escravo mais na história do vale

Tua voz vem de dentro da cidade
de todas as ruas bairros e leitos da cidade onde houver um calor de pernas
contar o silêncio das horas guardadas a soco no sarilho dos ventres
com um jazzman a assobiar na escuridão dos pares
a memória ácida do chicote
nos porões do Mundo


Last Chance, por George "Harmonica" Smith

10 julho 2006

Verão

07 julho 2006

A Cadeira de S. Gens

Capela de Nossa Senhora do Monte, Lisboa (Foto: IPPAR)

Um dos miradouros existentes na cidade de Lisboa é o da Senhora do Monte, situado na zona da Graça. O nome do miradouro vem de uma capela implantada no local, um templo muito antigo, do tempo da conquista de Lisboa aos mouros.

No interior da capela, imediatamente à direita de quem entra, existe uma porta que tapa diagonalmente o canto da edificação. Esta porta está habitualmente fechada à chave. O que se esconde por detrás da porta é uma cadeira de pedra, a que se chama Cadeira de S. Gens. Diz-se que nesta cadeira costumava sentar-se S. Gens, que foi o primeiro bispo de Lisboa, ainda no tempo do Império Romano.

Conta uma lenda que, quando S. Gens nasceu, a sua mãe morreu do parto. Esta lenda está na origem de uma curiosa tradição, que ainda hoje se cumpre. Segundo esta tradição, uma mulher grávida que quiser assegurar-se de que vai ter um parto bem sucedido deve sentar-se na Cadeira de S. Gens. Esta tradição tem tanta força que há grávidas que vão de Torres Vedras e de Vila Franca de Xira até Lisboa, propositadamente para se sentarem na Cadeira de S. Gens.

Como referi, a Cadeira de S. Gens está atrás de uma porta fechada à chave. A própria capela de Nossa Senhora do Monte também costuma estar fechada. Para se poder visitar a capela e ver a cadeira, ou se descobre quem é que tem as chaves, ou se espera por uma ocasião em que a capela esteja aberta.

Eu pude ver a Cadeira de S. Gens por mero acaso, num dia ao fim da tarde, quando a capela estava aberta para a oração do terço. Provavelmente o terço é rezado lá todos os dias. Se alguém for lá ao fim da tarde, terá alguma probabilidade de encontrar a capela aberta. Aos domingos de manhã a capela também poderá estar aberta, pois também se deve celebrar lá pelo menos uma missa. Terminada a missa ou o terço, poder-se-á então pedir ao sacristão para mostrar a milagrosa cadeira. A mim, o sacristão mostrou-ma de muito bom grado.


Trecho da panorâmica que se avista do miradouro de Nossa Senhora do Monte, Lisboa (Foto: Dias dos Reis)

02 julho 2006

Notícias em latim


Aqui está, em latim, a notícia da vitória da selecção portuguesa de futebol sobre a da Inglaterra:

In certaminibus pedifollicis ad quattuor optimos deligendos Portugallia et Anglia retibus inviolatis lusioni finem imposuerunt; calces e gypseo disco proiecti Lusitanis 3-1 victoriam tribuerunt, qui cum Brasilia aut Gallia certabunt.
Outra notícia, também em latim e ainda mais recente, em que se dá conta da vitória da selecção francesa sobre a brasileira e da realização do próximo jogo entre Portugal e a França:

Gallia cum Portugallia Mercuri die certabit, postquam magna cum virtute Brasiliam mediocriter ludentem 1-0 vicit: follem in rete proiecit Thierry Henri aggressor, optime lusit Zinédine Zidane.

A seguir, ainda outro exemplo de uma notícia em latim, esta já desactualizada:

DILI - Praeses Timoris Orientalis, Xanana Gusmao, protulit se suam dimissionem cras petiturum ex Parlamento si primarius minister, Mari Alkatiri, "non assumpserit causam" atrocis discriminis, quod civitas patitur.
Como se vê, é possível narrar factos actuais numa língua que deixou de ser falada há muitos séculos, a não ser em actos litúrgicos no âmbito da Igreja. O latim mostra assim ser dotado de uma notável capacidade para se adaptar aos novos tempos, às novas técnicas e às novas situações.

Além do Ephemeris, de onde estas notícias foram retiradas, há outros sítios na Web em que se podem encontrar notícias em latim, algumas muito atrasadas:

- A Rádio Vaticano, como não podia deixar de ser, tem uma página em latim;

- A rádio finlandesa YLE transmite semanalmente um noticiário em latim, embora ele esteja agora suspenso por motivo de férias (a próxima emissão será em Setembro); este noticiário também é disponibilizado em podcast, além de poder ser ouvido em FM no interior da Finlândia e em ondas curtas em todo o mundo, assim como pela Web; o noticiário costuma ser lido com um carregado sotaque finlandês;

- A emissora alemã Radio Bremen também transmite um noticiário em latim, que é apenas mensal; pode ser ouvido na cidade de Bremen em FM, assim como na Web, onde é disponibilizado igualmente em MP3 para descarga e podcast.

Não deixa de ser curioso que o latim seja "ressuscitado" em países onde ele nunca foi falado, como a Alemanha e a Finlândia, enquanto que em Portugal ele permanece morto e enterrado.