11 setembro 2006

A morada dos deuses


(Foto: Orlando Rebelo)
«Verdadeiramente, os antigos deuses pagãos existem mesmo e esta é a sua morada». Foi esta a frase que me veio à cabeça quando cheguei ao Cromeleque dos Almendres e vi diante de mim as suas muitas dezenas de menires, feitos pela mão do homem há milhares de anos. A atmosfera que se respirava naquele lugar situado entre Évora e Montemor-o-Novo era de intenso mistério, acentuado pelas pesadíssimas nuvens cor de chumbo que pairavam sobre o recinto e ameaçavam desfazer-se em chuva a qualquer momento. Não podia haver atmosfera mais sobrenatural.

Observei praticamente todos os menires um a um, verificando que muitos deles apresentavam círcunferências e espirais gravadas. Demorei-me longamente naquele local e, quando me dei por satisfeito, voltei para o carro. Só então é que a chuva começou a cair, diluviana. Os deuses retiveram a água, até que eu acabasse a minha visita à sua morada. Agradeci mentalmente a Endovélico e aos seus companheiros a sua hospitalidade e empreendi o regresso, receoso de que o carro se atolasse nalgum lamaçal. Tal não aconteceu. Os deuses estiveram mesmo comigo. ;-)


O triângulo que tem como vértices Montemor-o-Novo, Évora e Alcáçovas é de uma riqueza arqueológica notável. Além do Cromeleque dos Almendres, na freguesia de Guadalupe, e não muito longe dele, fica a gigantesca Anta do Zambujeiro, que é a maior anta do país e uma das maiores da Europa. Perto da localidade do Escoural, no concelho de Montemor-o-Novo, existe a Gruta do Escoural, que é uma gruta que apresenta pinturas rupestres paleolíticas e restos de cerâmica neolítica, entre outras coisas. A pouca distância desta gruta, junto a uma estradinha que conduz à aldeia de S. Brissos, existe uma outra anta, que a devoção popular transformou em capela: a anta-capela de Nossa Senhora do Livramento. E a lista não acaba aqui.

Comentários: 2

Blogger Manuel Calado escreveu...

Para quem quiser visitar os extraordinários monumentos desta região - o Alentejo Central - recomendo a visita ao site www.crookscape.org

06 outubro, 2006 16:15  
Blogger Denudado escreveu...

Caro Manuel Calado, muito obrigado pela sua visita e pela recomendação. Na verdade, o Alentejo tem uma enorme riqueza em monumentos megalíticos.

P.S. - O menir do Barrocal, de que o site recomendado fala, não é o mesmo que está no meio de um cromeleque existente perto de Monsaraz, junto à estrada que vai para Mourão, pois não? As dimensões e o formato são semelhantes; por isso é que pergunto.

07 outubro, 2006 17:57  

Enviar um comentário