01 setembro 2006

A vida "normal" vista de outra maneira


Contaram-me uma vez que um casal de cegos convidou um dia, para jantar, um homem que via normalmente. Na noite aprazada, quando o homem chegou à casa dos cegos, foi recebido... às escuras. Os cegos ficaram atrapalhadíssimos e pediram-lhe imensas desculpas, porque não tinham lâmpadas em casa -- pois não precisavam -- e não se lembraram de que o seu amigo não estava a habituado a jantar na escuridão.

Eu já não me lembro qual foi a solução encontrada, mas provavelmente pediram uma lâmpada emprestada a um vizinho. O casal de cegos tinha electricidade em casa, para alimentar o frigorífico e outros electrodomésticos, o que não tinha era lâmpadas.

Lembrei-me deste episódio quando vi este curto videoclip publicitário, que nos faz pensar um pouco sobre as dificuldades que os deficientes enfrentam nesta nossa sociedade, que tanto desprezo manifesta pelas suas necessidades especiais. Como reagiríamos nós -- os "normais" -- se tivéssemos que viver numa sociedade feita apenas à medida dos deficientes?

Comentários: 2

Blogger Mankakoso escreveu...

Man Desnudas. Por akaso!! Meteste aki um bom tema. Na nossa banda gostava mesmo de vêre os mwata a derrapar anssim e a nossa terra toda éla prêparáda para os nossos mortêládus de guerra ki andam por lá a vaguêár pelas ruas e toda hora a serem desprezádus!
Em alguns lugáres, pelos kimbos, até matam logo na nascença os ndenge ki as mães xtão lhis nascere álêiju.
É necessariamente urgentíssimo todos os govérnos si prepararem para acêtar e integrar os pêssoa diferentes. Yá!...
Tamu juntu!

02 setembro, 2006 19:03  
Blogger Denudado escreveu...

Tanaku, Mankakoso, pang'yami ya ukamba. Obrigado pela visita.

Estou de acordo contigo sobre a necessidade de aceitar e integrar as pessoas diferentes tout court, e não só as deficientes. Não é fácil, como bem sabes. Há muitos egoísmos e preconceitos a vencer.

Um abraço

03 setembro, 2006 00:28  

Enviar um comentário