29 novembro 2006

«Vai comprar um fato em Penafiel!»

Igreja da Misericórdia, Penafiel (Foto: Portuguese_eyes)

Antigamente, a cidade de Penafiel era um centro de fabrico de albardas. Dizer a alguém para ir comprar um fato em Penafiel era uma forma de chamar-lhe burro...

Comentários: 7

Blogger a.leitão escreveu...

É verdade.
Nos tempos de menino e moço, ainda lá fui comprar algumas.
Recordo que naqueles tempos havia uma considerável extensão da feira frente ao Quartel, lá para o fundo, depois do gado, onde as albardas se vendiam e bem.
Penso que era a única aqui no Norte com alguma dimensão.

29 novembro, 2006 02:16  
Blogger Denudado escreveu...

Pois nos meus tempos de menino e moço eu morava na Areosa (não nasci lá, mas pouco faltou), que ainda era bastante agrícola (sobretudo nas zonas da Triana, Forno e Pedrouços), e lembro-me de ouvir alguns lavradores dizer que iam comprar ou que tinham comprado albardas na feira de Penafiel, para os burros que os ciganos lhes vendiam.

29 novembro, 2006 23:30  
Blogger inominável escreveu...

gostei de saber... adora a ideia de associar cidades a insultos ou gracejos...

a mim disseram-me muitas vezes que se fosse a Guimarães, deixava lá as pernas... LOL

01 dezembro, 2006 00:45  
Blogger Denudado escreveu...

Havia um dito relativo a Guimarães, mas já não me lembro como era. Só me lembro de que falava em "pernas tortas" e fazia rimar "Guimarães" com "cães"...

01 dezembro, 2006 23:09  
Blogger inominável escreveu...

Eu acho que a referência não era acerca das minhas pernas tortas, mas apenas excessivamente magras... ;)

03 dezembro, 2006 12:00  
Anonymous Minderico escreveu...

Calão Minderico de forma mais completa:

http://www.minderico.com

21 fevereiro, 2007 20:45  
Blogger Denudado escreveu...

Carranchano Minderico, muito obrigado pela informação prestada. Acabei de acrescentá-la na página dedicada à Piação de Minde.

23 fevereiro, 2007 23:50  

Enviar um comentário