24 dezembro 2006

Natal

Gregório Lopes, Presépio, c. 1527, óleo sobre madeira, Museu Nacional de Arte Antiga, Lisboa


Ó meu Menino Jesus!
Homens e bois te adoraram.
E mais tarde, numa cruz,
Homens te martirizaram.

Vinte séculos depois,
Os homens não melhoraram
E ainda são mansos os bois.

(João Saraiva, poeta lírico e satírico do início do séc. XX)


For unto us a Child is born, da oratória "O Messias", de Georg Friedrich Händel

Comentários: 2

Blogger a.leitão escreveu...

Está-se mesmo a ver que o Denudado vai passar a noite na companhia da família e amigos acompanhdos por Selecta música que lhes encherá a Alma e o Coração de alegria.
Fico em espírito no Natal dos corações.
Abraço

24 dezembro, 2006 19:18  
Blogger Denudado escreveu...

Por acaso acertou, amigo A. Leitão. Tive um Natal muito bem passado, sem televisão e sem telemóveis (finalmente houve na família o bom senso de desligar os telemóveis na noite de Natal; que alívio!) e com música, que até era demasiado selecta, porque Mozart e Beethoven tocados pela Maria João Pires são bons demais para servirem de música de fundo.

25 dezembro, 2006 18:56  

Enviar um comentário