11 fevereiro 2010

Uma das melhores orquestras do mundo



A Orquestra Juvenil Simón Bolívar, da Venezuela, cujo diretor artístico é o maestro Gustavo Dudamel, nascido em 1981


De acordo com uma lista publicada há tempos na revista Gramophone, a Orquestra Juvenil Simón Bolívar, da Venezuela, é uma das dez melhores orquestras sinfónicas de todo o mundo, juntamente com as prestigiadíssimas orquestras Filarmónica de Viena, Filarmónica de Berlim, Concertgebouw de Amsterdão, Sinfónica de Londres, Staatskapelle de Dresden, Filarmónica de São Petersburgo, Sinfónica de Chicago, Sinfónica de Boston e Orquestra de Cleveland. No entanto, ao contrário do que sucede com todas as outras orquestras da lista, que são compostas por músicos profissionais experimentados e com longos anos de carreira, a Orquestra Simón Bolívar é composta por músicos jovens, que só agora é que se estão a iniciar. Como é que isto é possível?

A Orquestra Juvenil Simón Bolívar é composta pelos melhores músicos provenientes das orquestras juvenis que existem espalhadas por toda a Venezuela, integradas na Fundación del Estado para el Sistema Nacional de las Orquestas Juveniles e Infantiles de Venezuela (FESNOJIV), também conhecida por El Sistema. Esta fundação foi criada em 1975 por José Antonio Abreu, com a finalidade de salvar, através da música, as crianças e os jovens dos perigos da droga e da delinquência, e atualmente abrange 120 orquestras juvenis e 60 orquestras infantis!

Os milagres não acontecem por acaso; é preciso fazê-los acontecer. O milagre da música na Venezuela também não aconteceu por acaso. Ele é o fruto de muitos anos de empenho, esforço, dedicação e trabalho no desenvolvimento de um projeto arrojado e ambicioso. O fruto deste projeto, de que a Orquestra Simón Bolívar é o coroamento, é verdadeiramente assombroso, como se pode ouvir a seguir.



Segundo andamento (Allegro) da Sinfonia nº 10 de Dmitri Chostakovitch, pela Orquestra Juvenil Simón Bolívar dirigida por Gustavo Dudamel



Terceiro andamento (Scherzo) da Sinfonia nº 3 (Eroica) de Ludwig van Beethoven, pela Orquestra Juvenil Simón Bolívar dirigida por Gustavo Dudamel



Mambo, dança sinfónica do musical West Side Story, de Leonard Bernstein, pela Orquestra Juvenil Simón Bolívar dirigida por Gustavo Dudamel

Comentários: 2

Blogger L&G escreveu...

Caro Fernando,

Li agora o seu post acerca da Serra de Aire e faço-lhe uma outra sugestão a não perder bem ali ao lado. Entre Mira de Aire e Porto de Mós, junto a Alcaria, damos com um cenário natural destoante, é a Fórnea - parece que um meteorito caiu aleatóriamente a meio da serra cavando um buraco gigante com direito a nascentes e cascatas e outros desequilíbrios majestosos.

Um abraço,

11 fevereiro, 2010 13:07  
Blogger Fernando Ribeiro escreveu...

Caro(a) L&G,
Muito obrigado pela sugestão, que eu próprio irei aproveitar assim que for para aquelas bandas, porque... não conheço a Fórnea.

Acabei agora mesmo de a procurar no Google. O que vi deixou-me cheio de vontade de lá ir. Aquilo parece realmente impressionante.

Mais uma vez obrigado.

11 fevereiro, 2010 23:47  

Enviar um comentário