02 maio 2010

Mon'ami


(Foto encontrada em Baobab)

Escutemos, neste Dia da Mãe, a canção angolana Mon'Ami (Filho Meu), interpretada por Lourdes van Dunem e pelo conjunto Ngola Ritmos, tal como foi apresentada perante as câmaras da RTP, em Lisboa, no ano de 1964.
Esta canção é o lamento de uma mãe que chora a morte de um filho. A sua letra, escrita em quimbundo, parece ser a seguinte:

Talenu ngo! O kituxi ki ngabange?
Talenu ngo! Maka mami ma jingongo!
Ngexile kya ni an'ami kiyadi.
Nzambi k'andale. Ngaxala ni umoxi.

Ngibanga kyebye?! Ngaxala ngoe ni umoxi!
Ngibanga kyebi? O kituxi ki ngabangye?!
Mona wambote wajimbirila.
Ngidila ngoe! Ngibanza ngoe! Ay, mon'ami!


Traduzida para português, ela diz mais ou menos o seguinte:

Vede só! Que pecado cometi?
Vede só! As minhas palavras de dor!
Já tive dois filhos meus.
Deus não quis. Fiquei com um.

O que faço?! Fiquei só com um!
O que faço? Que pecado cometi?!
Um filho lindo se perdeu.

Só choro! Só penso! Ai, filho meu!


Comentários: 7

Anonymous Daniel escreveu...

Bravo! Uma curiosidade: o senhor chegou a aprender kimbundu? Em Angola?

Kandandu,

Daniel

03 maio, 2010 04:23  
Blogger Fernando Ribeiro escreveu...

Caro Daniel,

Por favor, não me trate por senhor. Eu não sou senhor de nada.

Quanto à sua pergunta, a resposta é afirmativa. Mas repare que eu não aprendi tanto quanto possa parecer. Muito longe disso.

Outro kandandu

03 maio, 2010 23:47  
Anonymous Daniel escreveu...

Caro amigo,

Ngasakidila!

20 maio, 2010 20:10  
Blogger Koluki escreveu...

Tambem lhe deixo aqui o meu Ngasakidila!
Pela imagem, pelo video e pela traducao...

02 junho, 2010 16:22  
Blogger Fernando Ribeiro escreveu...

Não têm nada que agradecer, makamba mami. Fi-lo com todo o gosto.

Eu lembro-me de ter assistido a este programa de televisão naquele tempo. Lembro-me mesmo! Em minha casa ainda não havia televisão e aos domingos à noite íamos -- a minha mãe, os meus irmãos e eu -- a um café, para vermos um programa do ator e declamador João Villaret, que era muito popular. A esse programa seguia-se habitualmente um programa de música e variedades. Foi num destes que atuaram os Ngola Ritmos, com a saudosa Lourdes van Dunem como vocalista, como aqui se vê. Talvez tenha sido a primeira vez na minha vida em que ouvi música angolana genuína, já não me recordo bem.

03 junho, 2010 00:27  
Blogger Cacusso escreveu...

Fantástico post!
Em boa verdade é apenas mais um fantástico no meio de muitos outros, igualmente fantásticos.

Kandandu

20 junho, 2010 01:13  
Blogger Fernando Ribeiro escreveu...

Caro Cacusso,

Fantásticos foram a Lourdes van Dunem e os Ngola Ritmos. Eu apenas passei a escrito a letra desta belíssima canção (espero que sem muitos erros) e traduzi-a para português, o que só me foi possível porque ela está escrita num quimbundo muito simples.

Outro abraço

22 junho, 2010 15:29  

Enviar um comentário