21 novembro 2012

Agnus Dei, de Samuel Barber


Agnus Dei, do compositor norte-americano Samuel Barber (1910-1981), na notável interpretação de um coro não identificado. Esta peça, para coro misto e com acompanhamento facultativo de órgão ou piano, é uma transcrição que Samuel Barber fez em 1967 do Adagio para Cordas que ele mesmo tinha composto em 1938

Comentários: 2

Blogger Rogério Pereira escreveu...

Da espiritualidade que se solta
Há algo que sempre conforta
Mesmo numa alma não crente...

21 novembro, 2012 12:54  
Blogger Fernando Ribeiro escreveu...

É isso mesmo, caro Rogério. No meu caso, se algum dia me converter, há-de ser por causa da música. A música mais sublime que conheço é quase toda de cariz religioso.

23 novembro, 2012 01:36  

Enviar um comentário