31 agosto 2013

Muxima


Muxima, uma popular canção de Angola, numa interpretação muito sofisticada do músico angolano Tótó

Comentários: 5

Blogger NAMIBIANO FERREIRA escreveu...

Este clássico de Liceu Vieira Dias é daquelas obras do coracao, sao clássicos porque se eternizam. Cada geracao redescobre a sua própria leitura e releitura.

31 agosto, 2013 11:10  
Blogger Fernando Ribeiro escreveu...

Como neste momento está a decorrer uma grandiosa peregrinação ao santuário de Nossa Senhora da Conceição, na Muxima, achei apropriado publicar agora esta canção. Ainda há poucos meses publiquei um poema dedicado a Nossa Senhora da Muxima, da autoria do cardeal Alexandre do Nascimento: http://amateriadotempo.blogspot.pt/2013/03/mama-muxima.html.

Esta canção é um clássico de "Liceu" Vieira Dias, mas não sei se ele só fez a música ou se também escreveu a letra. Enfim, na dúvida direi que é dos Ngola Ritmos. Pelo menos, foram eles que popularizaram esta bela canção, em que alguém que é acusado de feitiçaria pede para ser levado à Muxima, a fim de provar que não é feiticeiro. Segundo a crença popular, os feiticeiros morrem ao entrar no recinto do santuário.

Estive na dúvida sobre se também não deveria incluir nesta página uma outra versão desta canção, nas vozes de Don Kikas e Tito Paris, que está no Youtube: http://youtu.be/YOfG13lPxPg. Talvez devesse. Tanto o Don Kikas como o Tito Paris são dois músicos que dificilmente imaginaríamos a cantar a Muxima. Tito Paris é cabo-verdeano e não angolano. Porém, ele canta tão bem esta canção que até parece que bebeu água do Bengo. Quanto a Don Kikas, custa acreditar que ele seja o mesmo Don Kikas que é cantor romântico de pegajosas xaropadas. Mas ele aqui está muitíssimo bem, também.

31 agosto, 2013 16:40  
Blogger NAMIBIANO FERREIRA escreveu...

Caro Fernando

Eu sempre ouvi dizer que Muxima é da autoria de "Liceu" Carlos Aniceto Vieira Dias (letra e musica). Agora também nao tenho a certeza absoluta. Ruy Mingas, sobrinho do cantor, assim o diz. Pessoalmente adoptei a versao de que Muxima é da autoria do Liceu até provas em contrário.
Ja tanta gente cantou esta cancao... brasileiros, portugueses e até uma angolana em versao operática. Por isso até só faz bem aos cantores "xaropadas" a cantarem.

Abracos

03 setembro, 2013 08:26  
Blogger Fernando Ribeiro escreveu...

Caro Namibiano, a angolana em versão operática que refere é Té Macedo, não é? Té Macedo tem uma grande voz, mas parece-me que precisa de continuar a trabalhar a sua técnica vocal: http://youtu.be/hWeYzNWzgGA.

Quem não precisa de trabalhar técnica nenhuma e tem uma voz portentosa é Waldemar Bastos. Canta a Muxima como nunca ninguém foi capaz de cantá-la: http://youtu.be/dXmKqSX_GTg.

05 setembro, 2013 02:40  
Blogger NAMIBIANO FERREIRA escreveu...

Caro Fernando é exactamente a Té Macedo, concordo consigo, ela precisa muito trabalho e estudo.

Adoro Waldemar Bastos, uma voz de grande qualidade e parece-me que as suas actuacoes em publico sao de grande qualidade interpretativa. Gosto também das influencias musicais que kimprimiu á muisica angolana. É um artista a nivel internacional.

07 setembro, 2013 13:45  

Enviar um comentário