14 agosto 2013

Tradição e modernidade

Não é um eventual isolamento do resto do mundo que leva algumas populações do sul de Angola a manter um estilo de vida tradicional. É uma opção voluntariamente assumida. Se clicarmos nesta imagem para ampliá-la, poderemos ver claramente que esta senhora angolana de etnia Himba tem na sua mão direita um telemóvel (celular) (Foto: Selma Fernandes)

Comentários: 2

Blogger NAMIBIANO FERREIRA escreveu...

E embora mais simples, o saco de plástico.
Excelente a sua postagem. Há algures na net uma foto de massais com um grande radio aos ombros...
Concerteza que a manutencao de um estilo de vida tradicional é uma opcao, uma certa resistencia.
Kandandu

14 agosto, 2013 14:02  
Blogger Fernando Ribeiro escreveu...

O telemóvel é uma invenção muito mais recente do que o saco de plástico. Por isso chamei a atenção para o telemóvel. Além disso, ele é o melhor desmentido que poderíamos ter à ideia de isolamento que é costume associar-se ao estilo de vida tradicional.

A mim, não me surpreende que ela tenha um telemóvel, pois tanto quanto eu sei, em Angola os telemóveis já têm rede em muitas comunas remotas; já não têm só nas localidades principais.

Mesmo que não haja rede, porém, o telemóvel pode ser usado para ouvir música, por exemplo, que se pode gravar e apagar dos cartões de memória. Neste ponto ele substitui o rádio. É claro que há muitos telemóveis que também permitem escutar rádio, mas este é em FM e por isso só é possivel captá-lo perto dos centros urbanos onde haja pelo menos um emissor de FM.

O falecido antropólogo Ruy Duarte de Carvalho, como sabe melhor do que eu, estudou sobretudo os Kuvales, ou Mucubais, e não os Himbas. Mas julgo que o que ele escreveu, concretamente a respeito da opção pelo estilo de vida tradicional, se aplica tanto aos Kuvales como aos Himbas, pois uns e outros têm estilos de vida semelhantes e pertencem ao mesmo grupo étnico Herero. Ruy Duarte de Carvalho deu, no seu livro "Vou Lá Visitar Pastores", uma explicação para a opção dos Kuvales pelo modo de vida tradicional que tem toda a lógica, pois é o modo de vida que melhor se adapta às condições do terreno e do clima árido e semiárido em que vivem. Se eles mudassem de estilo de vida, acabariam por matar a galinha dos ovos de ouro, como se costuma dizer.

16 agosto, 2013 04:07  

Enviar um comentário