22 março 2015

Bicho do Mato


Angola, pelo Duo N'gola


Esta canção é tão antiga, que eu nem sequer me lembrava de me lembrar dela! Mas agora que a voltei a ouvir, a sua recordação emergiu das profundezas da minha memória. Há quantos anos!

O que escrevi no parágrafo anterior vem a propósito da triste notícia, agora divulgada, do falecimento do angolano Rui Legot, que constituiu o Duo N'gola juntamente com Henrique Rosa Lopes, lá pelos finais da década de 50, talvez, do século passado. Este duo foi, por isso, um pioneiro na introdução da música angolana em Portugal, abrindo os caminhos do êxito ao Duo Ouro Negro, Lilly Tchiumba, Rui Mingas, etc.

Esta canção que aqui se ouve e que se chama "Angola", mas que também é conhecida como "Bicho do Mato", foi uma das canções mais divulgadas do Duo N'gola em Portugal. Uma outra canção do duo que teve uma certa divulgação foi "Mona Kilumba" (título que se pode traduzir por "Menina").

Esta canção dá-nos conta do aparecimento de um sentimento nacional entre as populações rurais de Angola, involuntariamente promovido pelo regime colonial de Salazar através do ensino. Apesar da retórica colonial que era veiculada nas aulas pelos professores, os alunos descobriam que havia "uma terra com o nome de Angola" e que essa terra era a sua própria. Daí até ao surgimento de um sentimento nacional era só mais um passo.

Já agora, aproveito para acrescentar que um outro meio de disseminação de um sentimento nacional entre os angolanos foi o serviço militar. Os jovens angolanos que eram incorporados nas fileiras do Exército Português, vindos do norte, do sul, do leste, do oeste e também do centro da colónia, entravam em contacto uns com os outros, reconheciam-se no que os unia e deixavam de se considerar bacongos, ganguelas ou cuanhamas, para se tornarem só angolanos. As diferenças de língua, de cultura e outras que havia entre eles eram muito menos importantes do que as semelhanças, resultantes de um mesmo substrato cultural, que era de raiz bantu, e de uma mesma condição social, que era a de colonizados.

Comentários: 5

Blogger Chama a Mamãe! escreveu...

Sabes? Sou tal como "bicho do mato".

22 março, 2015 20:09  
Blogger Fernando Ribeiro escreveu...

Quando eu era criança fui muitas vezes chamado "bicho do mato", porque era uma criança tímida, em contraste com os meus primos, que eram muito atrevidos.

23 março, 2015 02:19  
Blogger Chama a Mamãe! escreveu...

No meu caso, é por quase sempre ter vivido entre bichos e vegetação. É meu habitat natural.
Aliás, não me sinto bem em selvas de pedras. Não mesmo.

23 março, 2015 20:48  
Blogger NAMIBIANO FERREIRA escreveu...

Como sempre postagens interessantes.
Não tenho vindo visitá-lo pois neste momento só tenho acesso à net via telemóvel. É muito pequeno para deixar comentarios, irrita um pouco a vista.
abraços

30 março, 2015 22:44  
Blogger Fernando Ribeiro escreveu...

Amigo Namibiano, não se incomode. Eu sei (desconfio, melhor dizendo) que mais tarde ou mais cedo aparece por aqui, assim como eu visito sempre os seus blogs, mesmo quando não deixo comentários. Um abraço

01 abril, 2015 03:36  

Enviar um comentário